quinta-feira, 12 de julho de 2018

3 soluções naturais e caseiras para aliviar as fissuras

Ainda que não as cure, uma forma de dar alívio às fissuras anais é consumir muita fibra e água para favorecer as deposições e evitar o esforço excessivo na área.


As fissuras anais são um problema incômodo e doloroso que muitas pessoas sofrem em silêncio. Pode ser algo pontual ou até mesmo um transtorno crônico que devemos tratar o quanto antes, para evitar sangramentos importantes e regular a evacuação intestinal.

Neste artigo compartilhamos as melhores soluções naturais para aliviar as fissuras anais. Deste modo poderemos preveni-las e tratá-las com remédios caseiros como a água fria, o aloe vera, o óleo de coco ou a calêndula.

O que são as fissuras anais?
As fissuras anais são pequenos rasgos na mucosa que recobre o ânus. A causa principal é a evacuação de fezes grandes e duras características da prisão de ventre. São um problema muito doloroso que pode levar a sangramentos e a uma difícil cicatrização.

O tratamento das fissuras anais, por isso, deve ter dois focos:

Regular o trânsito intestinal e facilitar a hidratação e expulsão das fezes para que não agravem as fissuras.
Aplicação de remédios tópicos locais que acalmem a dor e favoreçam a cicatrização mais rápida.


Como regular a função intestinal?
Se sofremos com transtornos intestinais devemos saber que não encontraremos a solução em um medicamento.

Nem os remédios naturais costumam oferecer resultados a longo prazo, e sim efeitos rápidos para aliviar o problema. A solução a longo prazo consiste em revisar a alimentação e hábitos diários:

*A base da dieta deve ser as frutas e as hortaliças, tanto cruas como cozidas (sucos, vitaminas, saladas, refogados, etc.). Devem estar presentes em cada refeição do dia.
*Sempre que pudermos devemos escolher alimentos integrais, que não são refinados (cereais, farinhas, macarrão, etc.).
*Ao consumir muita fibra, nosso corpo precisará de água para assimilá-la. Deveremos beber pelo menos dois litros de água por dia, fora das refeições.
*Não podemos nos esquecer dos legumes, dos frutos secos e das sementes em nossos cardápios semanais.
*Realizar exercício físico duas ou três vezes por semana e combater o sedentarismo, especialmente se ficamos muitas horas parados durante o dia.
*Combater o estresse e os transtornos nervosos.


Soluções naturais
1. Água fria

Se sofremos com fissura anais precisaremos de um alívio imediato da dor e do ardor em muitos momentos inesperados. Ainda que isso não nos ofereça a cura do problema, a água fria ajudará a acalmar o incômodo de maneira imediata. No entanto, deveremos combiná-la com os tratamentos posteriores.

Devemos aplicar a água fria de maneira direta sobre a zona afetada. O mais confortável é fazê-lo no banho ou em um bidê. Contudo, se não for possível, também podemos usar uma pequena toalha e umedecê-la em um recipiente com água fria para depois aplicá-la por alguns instantes.

Além disso, as pessoas que sofrem com fissuras anais deveriam evitar o uso de papel higiênico convencional, o que costuma provocar e agravar o problema. Podemos usar toalhinhas úmidas ou, como em muitos países, se lavar no bidê.

2. Óleos vegetais nutritivos
A água fria é ideal para reduzir o incômodo no momento. No entanto, para prevenir ou tratar as fissuras anais precisaremos hidratar e proteger esta zona do corpo tão sensível. E para isso usaremos produtos naturais. Deste modo, evitaremos aplicar substâncias químicas que possam prejudicar.

A maneira mais simples e efetiva de consegui-lo é mediante óleos vegetais. Esses nutrem a pele profundamente e lhe trazem elasticidade para evitar novas fissuras.

Os mais adequados são os óleos de amêndoas, de gérmen de trigo e o azeite de oliva.
Também podemos adicionar um pouco de óleo essencial de cipreste para favorecer uma boa circulação.


3. Remédio cicatrizante
Além de nutrir a pele, também podemos preparar um remédio caseiro que ajudará a acelerar a cura. Deve ter propriedades cicatrizantes e regeneradoras para fechar a fissura o quanto antes. Este remédio também é anti-inflamatório, nutritivo e calmante.

Ingredientes
2 colheres de gel aloe vera (30 g)
1 colher de óleo de rosa mosqueta (15 ml)

Podemos usar o gel de aloe vera natural se o extrairmos do interior da folha da planta. Nesse caso, deveremos usá-lo na hora. Caso contrário, podemos comprar um gel o mais puro possível.

Preparo e aplicação
Misture o gel de aloe com o óleo de rosa mosqueta.
Aplique na zona afetada várias vezes por dia e sempre depois do banho.

fonte
Atenção: O Saúde Canal da Vida é um espaço de informação, divulgação e educação sobre assuntos relacionados a saúde, não utilize as informações como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde. Este site não produz e não tem fins lucrativos sobre qualquer uma das informações nele publicadas, funcionando apenas como mecanismo automático que "ecoa" notícias já existentes. Não nos responsabilizamos por qualquer texto aqui veiculado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário